domingo, 5 de junho de 2011

Delícia de baú: comerciais de casais

De repente você vê ali na revista o par do momento – Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert ou Adriana Esteves e Vladimir Brichta, por exemplo – atiçando o consumismo de cada um que os assiste. Sim, a relação casais e publicidade existe desde que fama é fama.
.Biblioteca de Alexandria: um vídeo vai levando a outro, a outro e a “brincadeira” pode durar horas.

Foi assim: primeiro topei com um comercial estrelando Cacilda Becker e Walmor Chagas, no início dos anos 60. E imagens de Cacilda – são raríssimas, me pegam. Ei-la com duas frigideiras fazendo uma demonstração de óleo para Walmor, com teste de fumaça e tudo. Coisa de diva!





Não disse que um vídeo leva a outra descoberta? Então, logo veio Tarcísio Meira e Glória Menezes no início dos 70, faturando no auge da novela Irmãos Coragem. Ela, loura de cabelos compridos e ele, galã total, propagandeiam a “roupa com duas calças da Ducal, em nycron ou tergal”.




Daí lembrei de Bruna Lombardi e Carlos Alberto Riccelli. Digitei o nome deles e, feito mágica, lá estavam os dois num clima sensualidade para vender colchões. Sem data, mas não resta dúvida: anos 80 na cabeça.




Eva Wilma e Carlos Zara, a dupla do seriado Alô Doçura, viraram o casalzinho do Brasil, quando a TV apenas engatilhava no país. Abaixo, final dos anos 50, os dois a passear ao ar livre e refrescar-se com um sorvete: é comercial do desodorante Mum (delícia de nome). E um quarto de século depois, em 1984, quando Eva e John já não formavam um casal na vida real, eles voltaram a faturar juntos num comercial de televisores.


 

Nenhum comentário:

Caricaturas anos 60 de astros da música brasileira

O Quem é você de Maria Bethânia, 1968 Duas páginas s emanais assinadas por José Cândido de Carvalho (1914-1989), jornalista e...