domingo, 12 de outubro de 2008

Vetusta Morla

Faz um tempão que ando in love pelo pop espanhol (Julieta Venegas, Jorge Drexler, Miguel Bosé, Joaquin Sabina... Pois ontem à noite "descobri" Vetusta Morla e minha vida nunca mais foi a mesma. Não é demais esse nome? A banda espanhola me veio ao zapear na madrugada. Fui direto ao santo you tube, google e em poucos minutos estava escolado nos guris de Madri. Fiquei sabendo que o Vetusta existe há oito anos e só no começo deste lançou o primeiro CD. Com a quase morte das gravadoras assim são as coisas no rock/pop do século 21. O som do Vetusta não traz lá grandes novidades, mas ali tem vitalidade, guitarras precisas, letras incríveis e Pucho, o vocalista é demais. Ouça Sálvese quien Pueda, Un Dia en El Mundo (que dá nome ao disco), Autocritica, Copenhague e resista se for capaz. É só procurar por Vetusta Morla no you tube, my space e essas e outras delícias surgem na hora. Pra facilitar, o vídeo de Salvese Quien Pueda está aí.


Nenhum comentário:

Houve um revólver na minha vida. E fuzil também

Um trezoitão foi personagem de minha infância. Episódio difuso, enigmático, envergonhado, repleto de sombras: só fui saber mais dele quan...